Lava Jato encontra pen drives que podem dar acesso à lista de propinas da Odebrecht

Uma nova fase da operação Lava Jato deflagrada nesta quarta-feira (21) prendeu o ex-vice-presidente jurídico do grupo Odebrecht, Mauricio Ferro, cunhado do dono da empreiteira. Segundo as investigações, ele intermediou o pagamento de R$ 118 milhões em propina pela Braskem, braço petroquímico do grupo, para que o governo Lula editasse duas Medidas Provisórias que beneficiassem a empresa. Na casa de Mauricio Ferro, os policiais também fizeram uma descoberta importante: quatro pen drives que podem liberar acesso aos sistemas de informática usados no departamento de propina da Odebrecht. Os procuradores da Lava Jato também pediram a prisão do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, mas o juiz Luiz Bonat negou e determinou que Mantega coloque tornozeleira eletrônica. Para assistir ao conteúdo na íntegra, acesse PlayPlus.com

#JornaldaRecord #Jornalismo #LavaJato

Leave a Reply

Your email address will not be published.